4 de nov de 2015

Sketches no mangá de One Piece: há motivo para existência deles!



Quando eu estava realizando várias entrevistas para o meu TCC, pude falar com a Beth Kodama, responsável pela edição do mangá de One Piece da Panini, com mais calma. Para quem não sabe, meu TCC é sobre mangá, mas ainda não posso revelar tantas coisas porque não apresentei, não está completo. De toda forma, nessa conversa, descobri coisas divertidíssimas sobre assuntos editoriais do mangá.

Eu só fui me dar conta disso recentemente, mas a edição 56 vem com dois sketches (rascunhos) do Strong World, e isso não é normal! (é tão estranho usar plural em inglês escrevendo em português :v)

Por que não é normal? Pois então, conversando com a Beth, ela me explicou que dificilmente o licenciante, vulgo japoneses, mandam arquivos de bônus para serem usados nas contra capas dos mangás, ou até mesmo imagens para serem usadas para realização de capas diferentes, tipo Aoharaido. Mas quando acontece, o pessoal da redação da Panini sempre procura usar. E um dos raros casos de One Piece aconteceu na edição 56, com o Luffy usando as duas roupas que foram mostradas durante o filme.  
  
Capa brasileira de Aoharaido.
É engraçado como essas pequenas coisas acabam por passar despercebidas. Basta ver todos os outros volumes da coleção da Panini para perceber que raramente têm esses bônus. 



“Sempre que temos oportunidade, vamos passar isso pros leitores, porque sei que eles gostam. A mesma coisa com títulos que a capa que não é espelhada. Mangás que podemos mudar um pouco, e o licenciante deixa, fazemos porque são detalhes que os fãs pedem”, disse. 

Vale ressaltar que a ilustração está no traço do Oda, isso porque está relacionado ao mangá, à Shueisha, à Shonen Jump e ao Oda. Nada tem a ver com a Toei Animation, portanto não é nada indicado colocar materiais de outra empresa sem a devida autorização, ninguém quer receber processo, não é mesmo? O mesmo ocorreu com a entrevista do Oda com os produtores do filme. A Panini recebeu esse material, a Beth conversou com os japoneses para adicionar na edição, mas não houve autorização por parte deles, pois daria encrenca justamente com a Toei. Chato, né? Queria ter lido.

No Japão esse material é mega comum, há dois artbooks do Strong World, um do filme e outro dos rascunhos do Oda.
Incrível o quanto os japoneses aproveitam todos os materiais de forma editorial.
Bom lembrar que, na época que acontecia o arco de Impel Down, o filme Strong World foi lançado no Japão e passou nos cinemas de lá como se fosse um filme animado da Disney aqui, sendo um sucesso de bilheteria. E também foi a primeira mídia cinematográfica que teve um grande hype, pois o Oda participou da criação do roteiro. No Brasil, o filme chegou um ano mais tarde, através do trabalho de fansubbing.

Enfim, confiram as fotos que tirei da edição 56! Espero que gostem!

Primeira contra capa, no início do volume.
Contra capa do final do volume.
.
 
Copyright © 2014 Um Pedaço. Design por OddThemes