15 de jul de 2015

Spoilers: Capítulo 794


Spoiler detalhado:

Capítulo 794: Aventura de Sabo

Capa: Doflamingo empresta seus óculos a um flamingo, mas esconde seu rosto  com uma mãos. Doflamingo está movimentando marionetes do Mágico de Oz. Atrás, muitos flamingos fêmeas seguindo incondicionalmente, loucas por suas penas.

Na casa de Kyros no campo florido.
Sabo diz a Robin para não acordar Luffy, ele apenas veio para vê-lo uma última vez antes de partir.
CP0 está retornando para a ilha para capturar Sabo e os outros revolucionários.
Em um dia ou dois, Dressrosa estará lotada de pessoas. Ele adverte aos Mugiwaras para partirem o mais cedo possível.
Zoro e Franky comentam que eles não tinham ideia de que Luffy tinha outro irmão além de Ace.
Sabo explica que ele deveria estar morto todos estes anos e começa a contar a história.

Ele conta sobre os três se tornarem irmãos, do dia decisivo em que ele encontrou Dragon e que foi baleado por um Tenryuubito, assim como quando ele estava afundando no oceano e Dragon chegou e o resgatou.
Quando ele recobrou a consciência, Sabo não tinha memória de quem ele era ou qual era seu nome.
O revolucionário aponta para seus pertences, eles possuem o nome "Sabo", mas ele não se recorda.
Dragon diz que ele certamente é uma criança da nobreza de Goa e outro revolucionário se oferece para encontrar seus pais e o devolverem, mas Sabo grita com rejeição.
Ele prefere ser levado para longe dali.

Sabo explica a Zoro que, quando ele não tinha memória, ele sentiu um forte desejo de não retornar para seus pais.
Ele disse que foi Ace quem trouxe sua memória de volta... na pior hora.

De volta ao flashback

Revolucionários estão lendo as notícias sobre Barba Branca e como ele e Ace Punhos de Fogo morreram.
Depois de ouvir esse nome e ver a imagem de Ace, memórias passaram pela cabeça de Sabo.
Conforme ia ouvindo os detalhes da morte de Ace e recobrando a memória de seus tempos juntos, lágrimas rolaram dos olhos de Sabo.
"Ace... é meu irmão!"

Sabo grita e desmaia.
Ele dorme por 3 dias antes de recobrar a consciência e vê um Hack preocupado e a Koala chorando. Koala cheia de lágrimas pergunta ao Sabo se ele irá embora dos revolucionários agora que ele recobrou sua memória.
Sabo a tranquiliza dizendo que ele não tem intenção de deixá-los e que ele precisa falar com Dragon.

2 anos depois...
Sabo diz a seus companheiros para informar a todo o exército revolucionário que ele está indo atrás de uma Akuma no Mi.
Sabo se encontra com Luffy. A conversa silenciosa que eles tiveram agora é revelada. “Sou eu, Luffy”.
Sabo cumprimenta seu irmão. Luffy não o reconhece e diz que quem quer que ele seja se está atrás da Mera Mera é seu oponente e que ele se chama Lucy, para não chamá-lo de Luffy.

Mas Sabo responde, “um disfarce não pode esconder meu irmão de mim.” Luffy responde “Irmão? A única pessoa que pode me chamar de irmão é o Ace que morreu, e...”
Luffy percebe nesse momento. Lágrimas preenchem seus olhos e Luffy percebe que é Sabo.
De primeira Luffy recusa a acreditar nele, mas após mencionar o roubo do Sake de Dadan, Luffy o abraça em lágrimas.
Os berros de Luffy são ilegíveis e ele nem consegue falar direito. Sabo agradece Luffy por estar vivo. Luffy chora por ter permitido que Ace morresse diante de seus olhos, mas Sabo diz a ele que está feliz por não perder DOIS irmãos aquele dia.
“Se eu perdesse você, eu estaria completamente só. Obrigado por sobreviver, Luffy.”
Ele pergunta a Luffy se pode ficar com a Mera Mera e Luffy se inclina em concordância.

Fim do Flashback


Sabo está pronto para partir e mostra ao bando dos Chapéu de Palha o Vivre Card que ele fez.
Ele rasga um pedaço para si e dá o resto para Zoro.
Ele diz a eles que Luffy pode causar muito problema, "mas por favor, tomem conta dele".
Robin acena com um sorriso, enquanto Franky em prantos diz para deixar tudo com eles.
Zoro ri, dizendo que Sabo parece com Ace.

Sabo chama Hack e diz a ele que está a caminho.
Hack tenta perguntar sobre o estado de Luffy, mas Sabo desliga o telefone novamente.
Aparentemente, este é o seu péssimo hábito, já que Hack grita e dá um soco no ar.

Sabo guia um bando de corvos enquanto se dirige de volta aos seus homens.
Ele pede ao corvo líder que, se eles já estiverem prontos para navegar, o corvo responde "a qualquer momento".
"Muito bem, vamos nos apressar!"

Fim do capítulo.

Sem capítulo na próxima semana.




Fonte: Redon e Aohige.
Tradução: Clari e Iury.




 
Copyright © 2014 Um Pedaço. Design por OddThemes