15 de jan de 2015

Japonega Vision: One Piece antes do timeskyp *abismo* One Piece depois do timeskip

Olá! Meu nome é Carol e meu sobrenome é Curto Uma Treta.



Meu 1° post depois de um hiato longão. Tão longo que o Togashi (o mangaká de Hunter x Hunter) disse que eu aprendi os esquemas direitinho e pediu para eu chama-lo de senpai.

Sinceramente espero que esse post crie polêmicas e gente revoltada xingando muito no twitter. Por que? Porque eu adoro hatear, cara, é isso! E quando você hateia com bons argumentos! Haters will hate you!

E pelo visto, meus próximos assuntos serão relacionados a OP antes do timeskip, pode ter uma coisa ou outra, sobre a "nova" fase de OP, mas nada muito... ohhh, que loucura!

Vou até ouvir um Marilyn Manson, porque o bagulho hoje vai ser sinistro!


Acredito que haja outras pessoas que pensem como eu: eu prefiro One Piece antigamente!
Pensei muito, e conversei com meu namorado se eu deveria postar isso ou não. Vejo que tem muita gente que atualmente acha OP muito daora, altas lutas, altas tretas, altos negos fodões.

Mas mano... cadê a parte em que você ria das loucuras do Chopper? Cadê a graça do Sanji cantar a nami, a robin, as sereias, qualquer criatura que tivesse ppk? 

Vou confessar à vocês que eu parei de ler o mangá por pura falta de ânimo. Ainda compro, só pra deixar guardado no armário cujo já estou ficando sem espaço. Se eu disser que OP hoje em dia não me motiva, isso é mentira, caso contrário eu já teria saído daqui do Um Pedaço e não estaria me dedicando a nada mais relacionado a One Piece.

Mas meus olhos não brilham mais com One Piece, a abertura não me faz cantar mais, não esboço nenhum sorriso vendo nenhum episódio. 

One Piece se tornou sério, certo que o público alvo que acompanhava One Piece a 8, 10 anos atrás hoje em dia está grande e pensa de forma diferente de quando criança ou não.

Sabe, em breve irei ter contato um pouco mais direto e vocês irão ouvir minha voz de travesti fumante, mas eu vou explicar o porquê do meu apego com OP antigamente.

Pelos 7 deuses, sério, vai dizer que nenhum de vocês nunca pensou depois do timeskip: os personagens estão diferentes, só tá tendo treta, cadê o Chopper dançando com palitos no nariz junto com o Usopp e o retardado do Luffy? Cadê o Zoro dormindo enquanto todos estão saltitando no convés? Cadê o Luffy fazendo Luffysse? Cadê a Robin dizendo que seria louco se o navio com 3 usuários da akuma virasse no mar? Entre outras coisas que me fizeram gostar de OP.
Não só essas perguntas quanto outras trocentas.

Eu tenho medo do rumo que One Piece tem tomado, mesmo vendo que atualmente OP ainda é super visto no Japão, liderando pesquisas e rankings. One Piece marcou uma geração e fez história.
Mas uma coisa é One Piece no Japão e outra totalmente diferente é One Piece aqui no Brasil.

Chega de Marilyn Manson, começou a me dar medo. Vou ouvir um Bon Jovi interessante.

Ai Tayrone! ♥









Quando me reúno com algumas pessoas daqui da minha cidade e jogo OP na roda de conversas, o que mais ouço é:
1° é muito longo;
2° o traço é ruim;
3° Naruto é melhor. Naruto acabou, seus viados, aceitem!
4° protagonismo;
5° é chato

Falam de protagonismo, mas amam Saint Seiya, não entendo. Galero, todo-anime-tem-um-personagem-que-vai-ser-favoritado!

E quando pergunto aos que assistem, o porquê de continuarem assistindo, eu ouço o seguinte:
1° a história é boa;
2° não tem romance;
3° tem treta.

Vários animes tem essas três especificações acima, quando eu era menor e tentava fazer com que meus poucos amiguinhos vissem OP o que eu ouvia era "oh, eu vejo porque me faz rir, e eles são unidos".

Admiro muito o Oda por tentar nos passar bons valores, seja de união, amizade, honestidade quanto a abrir nossos olhos sobre o mundo que vivemos. Posso fazer trocentas ligações entre Dressrosa e o nosso mundo. O Oda tem conseguido retratar até a política, o que eu acho de extrema coragem da parte dela, já que no Japão, não existe essa total liberdade de expressão.

Mas nem todos se interessam nisso. Perguntei à um colega o que ele acha sobre o governo do Doffy, a corrupção e toda a sujeira por debaixo do tapete em Dressrosa, e tive a genial resposta:



Tá vendo, nem todos se interessam nos atuais rumos de OP.
Eu gosto, eu gosto muito de política e é bom ver por outro ângulo o que eu mesmo passo vivendo em um país como o Brasil. Mas voltando ao que estávamos falando.

Não sei como anda o mangá, mas vejo muita gente falando bem sobre. Mas não acredito que OP um dia volte a ser como antigamente.

Não só pelo amadurecimento dos personagens, mas pelo o rumo que a história tomou.

meu medo é que OP vire aquelas histórias onde o povo só acompanhe pra saber o final e entender o desfecho, igual aquele filme que você não quer ver mais, mas só continue assistindo com a mente vagando por uma vaga curiosidade. 
Não me agradaria nada, saber que o anime que eu cresci assistindo tomasse um fim como esse.

Sempre vejo por essa "terra esquecida por deus", como diria Jack Sparrow, chamada internet. Várias tirinhas relacionadas ao Oda dizendo algo do tipo: One Piece era pra durar cinco anos e estou enrolando vocês à 15.

Segundo o Oda, ele já tem o final em mente, mas será que o final vai responder as perguntas de todos? Vai dar uma explicar tudo o que aconteceu e que fim levaram todos os 1646541684848 personagens?

Não vou dizer que estou ansiosa pelo fim de OP, mas espero um UP no anime e uma volta as suas raízes.

Lembre-se, de que tudo isso não é para influenciar você, nem gerar ódio em seu coraçãozinho.
Eu só estou expressando o que sinto quanto a atual situação se One Piece.

Espero que tenham gostado! Descorda ou concorda com algo? O comentário é livre!

Até, abigos!
 
Copyright © 2014 Um Pedaço. Design por OddThemes