8 de jul de 2014

Devaneios: Trafalgar Law

E aí, jovens? Belezura?  Mas hoje, hoje é um dia especial. Não tem mangá, mas tem um jogo maroto, VAI, DAVID, BEST PLAYER EVER <3 parei.

Gostaria de compartilhar com vocês o momento mais aguardado por mim para lhes mostrar o que cultivei por meses em minha mente.
Cada pista, cada novo capítulo, desde lá atrás, eu fui cultivando tudo em meu coração apaixonado de fã. Uma vez a Paloma falou sobre a Robin aos trancos e barrancos porque é muito difícil falar sobre coisas que amamos. Eu sou uma fã recente de One Piece, colocaria que faz uns 3 anos apenas desde que comecei a obra. Entretanto, mergulhei de cabeça no processo.
Tudo o que eu vou escrever aqui será de cunho pessoal e boa parte do texto será imersa em especulações de intuição. Sim, chegou a minha vez de falar sobre... *respira fundo* Trafalgar Law.

Eu poderia ter feito isto antes, mas não o fiz. Por dois motivos: porque não queria escrever algo que não tivesse fatos para comprovar minhas palavras e, assumo, por medo de errar a personalidade do personagem que eu tanto amo.
Mas chegou o capítulo 752 e tudo na minha vida mudou. Então vamos desde o começo.
 

Antes do Law aparecer e mudar meu favoritivismo, eu não tinha nenhum personagem extremamente querido. O que eu mais gostava ali era o Zoro, não tem como não gostar do Zoro, né? xD (ou tem, mas acho que é haterismo de quem odeia os tards haha).

Enfim, tudo começou em Sabaody. Eu pirei ao conhecer os Supernovas. Tenho um carinho especial por cada um deles, sei nome, sobrenome, alcunha, só não sei a altura porque não sou stalker (?). O Law me era querido como parte do grupo dos caras apelões que iriam disputar o One Piece com o Luffy, até aí tudo bem. Foi lá no leilão de escravos que ele ganhou destaque junto do Kid, formando os três capitães foderosos. Bom, novamente, Law ganhando destaque.
Ainda me lembro que ele diz a Luffy que a Gomu Gomu era o poder mais esquisito. Não, Law, o seu é o mais esquisito, assuma que cortar pessoas dentro de um círculo é mais estranho que esticar partes do corpo, rapaz. Apenas uma coisa nele me chamou verdadeiramente a atenção: ele libertando Jean Bart. Gostei de sua atitude, achei que não era por bondade, mas por algo racional.

Sabaody passou, Law ficou “em suspenso” em minha cabeça. Gostaria de encontrar os três capitães novamente, mas sabia que não seria tão cedo. Veio a tortura de Impel Down e, finalmente Marineford. Eu tava ali sofrendo porque eu gosto do Kuzan, mas ele tava tacando o terror no Luffy e não tem como não gostar e torcer por ele, né, risos (nem ligo pro Ace).
E quando vi o chapéu de palha sofrendo porque o irmão tinha morrido com o famoso oco que delícia cara, eu fiquei um tanto quando desesperada, me perguntando: “E agora?”. Foi aí que surgiu o momento mais inesquecível de minha vida. Aquele submarino aparecendo em meio aos tiros de canhão, sim, era ele mesmo. Eu lembro perfeitamente da minha reação: esbocei um sorriso gigante, comentando em voz alta que era ele!

Antes de vê-lo na guerra salvando Luffy e Jinbe, só tinha ouvido rumores pesados a seu respeito. “Cirurgião da Morte”, “homem perigoso”, gesto obsceno, ele mesmo perguntando a Drake quantos homens havia matado. Nossa, rapaz, pra que tudo isso? Mas naquele momento, eu botei em minha cabecinha que ele não era tudo o que diziam.

Novamente, ele se foi, o único dos Supernovas que não queria ir imediatamente ao Novo Mundo por razões pessoais e, agora sabemos, lógicas. Sem perspectiva de vê-lo cedo, o rapaz me aparece em Punk Hazard como Shichibukai! Roubou totalmente para si a saga e roubou de vez meu kora-san :<

Eu admito que odiava Doflamingo desde a primeira vez que o vi. Achei perfeito Law querer derrubá-lo e, o que é o mais gratificante pra mim, de forma inteligente, como se ambos estivessem jogando xadrez ao estilo Sherlock Holmes x Moriarty (sim, eu viajo mesmo). Hoje em dia, eu gosto bagarai do Doflamingo, cuspi e caiu na testa haha.


Punk Hazard foi o ápice de minha fixação, eu pensava nele, em seus planos, em sua estadia, em sua determinação e, principalmente, sua moralidade. E é nisso que eu vou me pautar daqui para frente: sua personalidade.

O capítulo 752 provou que eu estava certa em ver o Law de acordo com minha perspectiva. Sempre o imaginei uma criança solitária, madura e determinada. Admito que eu não imaginei uma vida tão terrível quanto o que foi mostrado em apenas um quadrinho do mangá.
Eu sempre imaginei o Law lutando consigo mesmo, contra uma personalidade fria e sanguinária dentro dele que queria dominá-lo.
Talvez Corazón simplesmente o tenha mudado para melhor ao invés de ter uma dupla personalidade que o domina, mas algo é certo: ele possuía uma mentalidade sanguinolenta.

 
Hoje em dia, tudo o que ele deseja é vingança. Convenhamos que vingança não é algo positivo a vingança nunca é plena, mata a alma e a envenena. Law não é uma pessoa que pode ser mensurada entre bem e mal. Ele tem sua própria balança de justiça, livre de estereótipos de shounen, como é o caso de Luffy e Barba Negra. Ele não é bonzinho, ele enviou 100 corações de piratas à marinha apenas para se tornar um Shichibukai. Mas, aí vamos nós às suposições, acredito que ele tenha selecionado cada pirata, fazendo uma limpa nos piratas ruins que só causariam mal aos civis.

É neste tipo de bondade que acredito nele. Imagino o Law como um futuro Barba branca diplomaticamente falando. Se o Novo Mundo mantiver a ordem dos Yonkou, Law certamente terá territórios em seu nome para protegê-los de piratas com intenções malignas. Ele mesmo disse que não queria ser mais como Doflamingo. Quando instigaram que Law trairia a aliança, eu o defendi. O motivo é simples: se Luffy confia nele, eu também o farei. Sempre deixo isto em evidência quando debato em fóruns.

Law sempre me pareceu solitário, aposto que isto se intensificou em Punk Hazard. Corazón modificou sua forma de ser, mas ele morreu. Agora ele tem Luffy. Por mais que odeie seu jeito zoeiro de levar a vida, ainda lhe é grato por tudo o que tem feito. Law lutou com Doflamingo na ponte para dar tempo aos mugi e, ao se ver derrotado, deixou claro que não queria que Luffy se envolvesse mais, rompendo a aliança. Mas quem é Law para decidir sobre uma amizade quando se trata do Chapéu de Palha, não é mesmo? Tem um MMV que traduz muito bem esse meu pensamento de que ele é solitário, recomendo ver de coração:



Bem, ao falar disto tudo, alguém poderia me perguntar: “Por que você gosta tanto do Law?”

Essa é ainda mais difícil de responder. Não é porque ele é famoso ou tem estilo. Eu gosto dele pela personalidade intrigante. Este mistério de ter sua própria balança, seguir seu próprio caminho. Eu tenho muita vontade de segui-lo. Se pudesse, estaria sempre zelando por seus passos, para nunca deixá-lo sentir esta solidão que escurece seus sentimentos. Gosto de quanto ele age racionalmente, medindo todos os passos. Gosto de sua fé nos D. Gosto de sua determinação em mudar as engrenagens do Novo Mundo. Ele é um agente discreto, que mexe nos lugares certos para modificar o eixo do mundo. Sutileza e sagacidade na mesma pessoa.

Law pra mim não é um modismo, eu realmente sou devota de seus passos. Ainda temos Kaidou, é provável que ele acompanhe Luffy. Pode até ser que Sanji e os outros encontrem Bepo e os demais Heart. Ou seja, Dressrosa não será o fim de tudo. Mas eu também vejo além. Vejo ele na guerra final já confirmada por Oda, lutando ao lado dos mugiwara. É, eu o vejo assim, saindo de fininho igual neste vídeo aqui do Pirate Warriors 2:

 

Eu falei bem pouco perto de tudo o que eu acredito que o Law representa pra mim, mas como não temos capítulo esta semana e o Iury me faz essa arte incrível, meus feels despertaram e eu senti que era chegado o momento de dar um feedback de toda minha devoção.

Link para o Deviantart deste jovem incrivelmente talentoso aqui.

Espero poder acompanhá-lo até o final, vendo seu crescimento enquanto pessoa, sem medo de poder sorrir, permitindo-se amar e protegendo as pessoas que lhe são importantes.
 
Obrigada pela paciência, fico muito feliz quando alguém lembra de mim por causa do Law. É um sentimento especial que só quem conhece One Piece entende. Perdão às vezes exagerar com meus surtos de fã, sei que é chato, apesar de me segurar muitas e muitas vezes... >.<

Vocês são incríveis, galera. Até a próxima!
 
Copyright © 2014 Um Pedaço. Design por OddThemes