19 de nov de 2013

OP no Brasil: One Piece Fanbook


Bem-vindos a mais uma matéria inédita no blog! Aos que não viram as matérias anteriores, as matérias estão no final dessa, como relacionadas! Já falamos aqui dos volumes atuais da Panini (ainda falta falar da edição 22) e do evento dedicado à obra, que ocorre em Itu-SP.

Como sempre, nos ajudem divulgando nossas matérias, ou passando simplesmente pro seu amiguinho querido.

Vocês viram no título que dessa vez falaremos de um projeto que torna One Piece UM LIVRO. Masoq? Um livro, senhores? Que coisa linda de se ver, não? Fiquei maravilhada ao ver a dedicação que o autor deu e dá ao seu projeto. O One Piece Fanbook está na nossa matéria de hoje da seção One Piece no Brasil!

Para acessar o site do One Piece Fanbook, basta clicar aqui. Quem tem e-reader ou smartphone pode fazer a leitura por esses eletrônicos também, o autor do livro (Vinícius Barbosa) disponibilizou os formatos PDF, EPUB e MOBI. Agora, voltemos ao que é mais importante! 



Brasileiro não lê muito, isso é fato. Uma pesquisa relativamente antiga diz que brasileiro lê em média 4 livros por ano. Mas e se uma história de um quadrinho se tornasse livro, será que as pessoas leriam? Temos casos de livros de Super-Heróis como o Superman e Batman, e também livros de games como Warcraft, Assassin’s Creed e God Of War. No Japão acontece muito o contrário, a light novel (livro) se torna mangá, animê, live action ou até dorama. Às vezes, tudo isso, dependendo do sucesso.

O autor do One Piece Fanbook, Vinícius Caldas Barbosa, pensou diferente. Como fã, resolveu fazer uma adaptação do mangá para livro, sem fins lucrativos, foi apenas pensando em trazer mais uma mídia à obra. O rapaz tem apenas 22 anos e teve um contato curioso com One Piece na infância.

Na época de seus 10 anos mais ou menos ele já tinha uma “tara” por leitura, mas na infância era com os gibis. Mas gente, o mais intrigante é que na época lançava One Piece e o funcionário da livraria que ele frequentava perto de sua casa recomendou que ele comprasse. Vinícius preferiu Turma da Mônica na época e depois nunca mais ouviu falar de OP. Isso durou até quando o SBT começou a transmitir OP pela TV aberta. Na época ele já gostava de Naruto, Dragon Ball e já sabia que o SBT não ia passar One Piece inteiro, por isso, ele foi procurar justamente a piecePROJECT para acompanhar mais fielmente. Ora, já devem saber a resposta, não é?


Vinícius viciou assim como muitos de nós e hoje conseguiu unir toda essa fascinação pela história com mais um hobby, a leitura.

“Conforme eu assistia One Piece e ia compreendendo o real significado e profundidade da história, eu sempre imaginava: ‘isso daria um ótimo livro’! Até que, eventualmente, alguém que sabia que eu lia bastante me perguntou qual era o melhor livro que eu já tinha lido. Eu parei pra pensar um pouco e logo depois a resposta ficou clara como água na minha mente. One Piece era o melhor livro que eu já tinha lido, o problema era que ele não era, tecnicamente falando, um livro de verdade”, explica Vinícius.

Vinícius escreve sozinho ainda. Ele lê, relê e cria por meio de palavras tudo o que o Oda fez em figuras e diálogos. Um apaixonado que resolveu encarar esse desafio de escrever cada capítulo em formato de capítulo de livro. Vinícius me explicou, inclusive, que as pessoas tinham certo desdém com história em quadrinhos. Certamente esse foi um dos motivos de escrever OP como livro.

“Quando eu tentava mostrar o que era o One Piece que eu tanto falava, as pessoas simplesmente respondiam: ‘Ah! É uma história em quadrinho...’ Mas e livro mesmo, qual você me indica?”


Não só com o desejo de tornar a obra do Oda em livro, ele percebeu que gostava de escrever, então, por que não juntar os dois? E aí surgiu toda a ideia de escrever. Hoje, já são 20 capítulos escritos e muita dedicação pela frente.

“Durante esse tempinho que eu acompanho One Piece, eu me percebi como um completo apaixonado pela série. Não digo que eu seja um daqueles fãs que sabem todas as falas, quando aconteceu cada mínima coisa, ou que colecione artigos da obra. Não desmereço quem o faz, mas eu falo que sou completamente apaixonado por One Piece porque eu consegui compreender e apreciar o quanto essa história ajudou a construir o meu caráter, me inspirar e mudar a minha vida”, ressalta.

Pois é gente, eu juro para vocês que cheguei a me emocionar com as respostas dele e eu esqueço que, mesmo que tenha feito uma entrevista com ele, eu não preciso agir aqui como uma jornalista sem emoção. A gente percebe o carinho de um fã com uma obra. Não é preciso ser doentio, ou um fanático que prejudique os outros. Que tal ajudar essa obra ser mais reconhecida? O Vinícius pensou em escrever para atingir outros públicos, pessoas que não gostam de quadrinhos ou que sequer conhecem a palavra “mangá”, atingir o pessoal que ainda acha história em quadrinho coisa para criança.



Para vocês terem noção da dedicação desse rapaz carioca, ele lê três capítulos anteriores ao que ele vai escrever e 3 capítulos posteriores. Sendo assim são 6 capítulos, além do próprio capítulo em si. Essa tática serve para ele entender a ambientação, entender os sentimentos dos personagens, ter uma descrição melhor daquilo que ele deixará em apenas palavras. Nada de figuras, nada de storyboards, nada de wallpapers. É como se realmente estivéssemos lendo um livro, e sinceramente? Bem escrito.


De acordo com ele, o trabalho de escrever um capítulo dura de 5 a 10 horas. E isso ainda é relativo, porque temos capítulos com mais diálogos e acontecimentos. Logo, é um período que pode aumentar.

Entende o quanto isso é fantástico? O Vinicius não ganha nada para realizar esse trabalho, mas ele faz algo magnífico em prol da divulgação da série e para o bem próprio também. Novamente volto na questão: One Piece é amor total!

Não fiquem tristes se acham que a obra do Vinícius está fadada a paralisar. Ele tem uma expectativa de no mínimo chegar ao capítulo 100. O futuro ninguém sabe, mas se depender da vontade dele, eu acho que vai até o fim.

“Eu encaro esse projeto como uma espécie de hobby, no entanto, vejo um potencial de aprendizado pessoal muito grande ao me forçar a escrever regularmente todos esses capítulos. E com esse aprendizado, pretendo também, num futuro incerto, escrever e publicar outras coisas não relacionadas ao universo de One Piece. Quem sabe esse não seja apenas o meu Romance Dawn?”, explica Vinícius. 

Os capítulos ainda tem uma certa irregularidade, mas fiquem de olho semanalmente no site One Piece Fanbook e apreciem mais um belo trabalho de um fã. 

Ainda acha que brasileiro não faz nada por One Piece? Acha que tudo acontece nos Estados Unidos da América? Ah, não menospreze nosso poder. Ainda espero ver uma SBS (seção de perguntas e respostas que têm somente nos encadernados) que tenha uma pergunta nossa respondida pelo Oda. Esse é um próximo trabalho, quem sabe?

Um abraço! Meu e do Vinícius. Até a próxima!
 
Copyright © 2014 Um Pedaço. Design por OddThemes