7 de out de 2013

Pensamentos Alheios: [Teoria] Raftel e o Século Perdido




Dessa vez vocês terão que ler um pouquinho! Esse é texto completo do vídeo do vlog sobre a teoria “O QUE É O ONE PIECE?” Espero que gostem.




Muitos anos eu venho pensando em algo que faça sentido e que possa abalar o mundo. Há muitos anos que venho tentando imaginar como seria o século perdido. Há muitos anos venho lendo várias outras teorias a respeito desse tesouro. E depois de quase sempre me abster das discussões por não conseguir fazer uma linha de raciocínio cabível, hoje, vou conseguir montar pelo menos um pedaço (oeee) dessa teoria.
Primeiramente, como não temos tantas bases factuais para fazer uma teoria totalmente completa, eu vou por partes. Algumas coisas eu ainda não consegui ligar, como, por exemplo, como os D. eram, ou porque são tão importantes. Nesse caso eu escreverei a respeito deles, mas sem aprofundar em detalhes desse grupo (que não são parentes diretos, mas tiveram alguma relação aí).
Como disse no vídeo, toda teoria relacionada ao One Piece é complicada, tem algumas brechas e é por isso que é um assunto tão discutido. Mas irei pelo menos dar uma linha de raciocínio aqui e dar mais uma opção para vocês. Não tenho intenção nenhuma de mostrar alguma verdade e nem que esse raciocínio é único. É apenas para a gente começar a pensar por outras fontes.
Essa teoria surgiu mais ou menos no começo desse ano mesmo, quando eu li a teoria da destruição da Red Line, da Reverse Mountain e bla bla bla (cliquem aqui para quem ainda não viu a teoria).
Eu sempre fui muito cética nas teorias por ae, sempre preferi esperar e ver o que o Oda quer nos mostrar, mas depois de ver essa formulação da teoria (que é de um gringo), eu vi que tinha gente se esforçando para chegar em algum lugar. Então, com isso, pensei comigo “por que eu não posso também?”
Foi a partir daí que comecei a parar e pensar em tudo que eu já havia lido em One Piece, e aí, lembrei dessa imagem aqui!
Vocês podem ver que há uma imagem de uma ilha. PERA, calma ae gente, não estou dizendo que Laftel é desse jeito aí, porque sabemos que o Oda é cheio de fazer sombras e fundos alheios e não significar nada (mas pode ser que signifique, vai que, né). Mas ao ver essa imagem eu matutei, como será que é Laftel? Será que o One Piece está lá mesmo? Eu espero que esteja, porque não consigo pensar em mais nada. Então, para eu não entrar em umas loucuras, comecei a tentar bolar uma linha de raciocínio para tentar chegar em algum lugar apenas pensando sobre Laftel e se lá estivesse o tesouro. Mas claro, pode ser que não esteja, seja só uma introdução para realmente achar o One Piece, mas enfim, exatamente para eu não ficar fazendo hipóteses demais, eu descartei a possibilidade só por capricho mesmo.
Nessa brincadeira de imaginar Laftel, eu consegui chegar numa conclusão, mas com um problema nela. Mesmo que a ideia fosse interessante, eu não conseguia ligar com mais nada. Foi aí que me surgiu outras ideias para conectar com essa central. Então, agora, não posso falar ainda de Laftel, vamos dar um passo anterior.
A teoria (que é a do link) da destruição da Reverse Mountain (RM) não me convencia exatamente porque tinha que destruir um teco da Red Line e não só isso, ela inteira. A começar que eu acho quase impossível quebrar uma montanha tão absurda como ela, mesmo com as armas ancestrais! Segundo que a Red Line não afeta nada no mundo, ela nunca foi um problema, só um vislumbre. Apesar de fazer sentido, não engoli completamente.
Apenas para motivo de curiosidade, vou colocar o mapa de One Piece aqui!




A destruição da RM faria com que os mares se juntassem, formando o All Blue e claro, facilitaria toda a navegação do mundo. Essa mesma teoria fala do Joy Boy e a Ilha dos Tritões, mas isso, é outro assunto delicado. Vamos com calma e em frente em relação ao All Blue.
A destruição da RM pra mim não é necessária, mas claro que é uma possibilidade. A teoria do gringo tem uma grande brecha, pois ele desconsiderou que os piratas e até mesmo a Marinha conseguem ter acesso aos outros mares mesmo quando adentra a Grande Rota. E para mim esse acesso não é por meio do Calm Belt pois vimos que Momonga diz que não é bom ficar muito tempo por lá, ainda mais parado. A Marinha também só conseguiu navegar por lá quando Vegapunk fez uma nova tecnologia com kairouseki que não chamasse atenção dos reis dos mares, e isso, faz pouco tempo, não há 20 anos atrás quando Garp voltava pra vila do Luffy, não há 12 anos atrás quando Shanks estava na Vila do Luffy, quando Buggy também havia voltado ao East Blue e até mesmo quando Zeff resolveu sair da Grande Rota.
Por que digo tudo isso? Pois sabemos que mesmo o barco mais foda, o navegador mais foda, o capitão mais foda e o cara mais inteligente, não se atreve a entrar no Calm Belt. Sabemos que no mundo de One Piece, somente a Boa Hancock atravessa de boas esse mar com um navio. Ray foi nadando (esse cara é foda, pqp). Nem a Marinha fica perambulando por ae com os navios, pois realmente não é uma prática muito saudável. São raras e raras exceções, sendo talvez o Roger o único que conseguia navegar ali sem precisar de kai. Impel Down fica num limite do Calm Belt onde a Marinha consegue ter controle de navegação, fora isso…em momento algum em One Piece foi explicado que os piratas saiam por ae para os outros mares passando pelo Calm Belt.
Então, quando lembramos de piratas como Zeff, Buggy e Shanks, que voltaram ao East Blue, vemos que é possível voltar aos 4 mares. Lembrando que Buggy e Shanks eram do West Blue…e conseguiram ir pro East mesmo quando entraram na Grande Rota. Então, eu fico pensando, por onde diabos eles passaram? Como eles voltaram?


Sabemos também que não é comum ver piratas voltando aos mares normais, então presumimos que para voltar, é complicado. Até mesmo a Marinha parece não fazer coisas do tipo (vice-almirantes e almirantes não vão aos mares normais, somente com raras exceções).
“Mas isso não é o Calm Belt, Paloma?”
Eu acho o CB um suicídio, não algo complicado, rs. Não tem vento para navios a vela, tem os reis mais tensos descansando o rabão e aparece alguém para encher seu saco. São monstros IMENSOS maiores que a Noah…sério, mesmo os mais fortes não se atreveriam passar por um perigo absurdo desse. Então, imaginei outra coisa.
O Oda precisará fazer algo no fim da Grande Rota, minha gente. O final aparecerá a Red Line de novo. E aí, o que tem nesse final? Só montanha?
Na primeira vez que o bando viu a Red Line, era pra entrar na Reverse Mountain, a segunda, chegando em Sabaody e também próximo à Ilha dos Tritões e justamente também “próximo” a Mariejoa. Então, nas duas passagens da Red Line, tivemos coisas importantes, passagens importantes. O fim dela não pode ser diferente.
No final, acredito que seja a mesma coisa, mas não é simplesmente chegar no fim e achar Laftel. Juntando a ideia de que seria bacana haver uma transição para outros mares e também juntando o All Blue e por fim os Reis(monstros) dos Mares, tudo faz uma junção no fundo do mar, no final da Grande Rota.
Calma, deixe-me explicar melhor. Quando digo transição para os outros mares, quero dizer que chegando ao fim da Grande Rota, não teria aparentemente, nada muito chamativo, pois a transição estaria no fundo do mar, num túnel (ou buraco, como preferirem) na Red Line. Assim como o bando teve que descer para a Fishman Island, teriam que fazer novamente isso para chegar ao túnel, que daria acesso aos outros mares. Só que esse túnel, não seria qualquer túnel, rs
A aventura em si eu não consigo imaginar, mas o túnel de acesso seria algo absurdamente FODA, tanto em beleza, quanto em periculosidade e também em tamanho. Esse buraco, da mesma forma que acredito que a RM sempre existiu, sempre esteve lá, até mesmo para que os Gigantes usassem, então…imaginem algo assim no fundo do mar. Acho algo pelo menos, possível. Lembrando que no fim da Grande Rota pode ter algo da Marinha por perto do túnel e por isso, não tem muitos piratas voltando aos mares normais.
No fim desse túnel, haveria uma forma de juntar os outros mares, como é na Reverse Mountain, só que de uma forma mais “plana”, sendo possível haver uma ligação (um lago, rio ou até mesmo uma nascente) de todos os mares, o All Blue. O sonho do Sanji, na verdade, estaria de fato no final da Grande Rota, ao mesmo tempo que seria quase o começo, hahahahaha, possibilitando já o reencontro do Brook com a Laboon.

“Mas esse All Blue não está muito fraquinho não, Paloma?”
Oras, claramente que ao chegar no final desse túnel não é fácil, a começar pela escuridão que deve ser, os monstros dos mares (que são minoria ali, mas terá alguns) para enfrentar e não ter referência alguma mapeada ainda, pois geógrafos não se atrevem a adentrar aquele lugar para fazer a tal localização. Acho que começando com isso, já é um perigo e tanto. Além disso, quando você está relacionando a junção de vários mares num lugar só, naturalmente sai algo perigoso. A correnteza pode ser facilmente perigosa, assim como cair exatamente onde fica esse teco de mar que junta tudo.
Voltando ao túnel, como ele estaria no fundo do mar, na passagem do bando até ele, Oda contaria para nós um pequeno plot dos Reis dos Mares. Uai, por quê?
Além do Oda utilizá-los SEMPRE, desde o começo da história, vimos que ele jogou algo intrigante na Ilha dos Tritões, quando o monstros (aqueles mesmo do Calm Belt) salvaram a Noah! Logo, aí tem coisa e acho que eles são muito importantes até mesmo no século perdido! Ali, como estará próximo do fim, Oda já pode juntar a história desses animaizinhos fofis aí, até no auxílio para a abertura de Laftel, ou algo parecido, já que até lá Luffy conseguirá se comunicar com eles.
Viram? Agora, temos um túnel no meio da Red Line, que está no fundo do mar e nesse mar, tem os reis dos mares, que tem uma história bacanuda para nos contar!
E kd Laftel, Paloma?
Quando eu pensei em onde Laftel podia estar e não conseguia fazer ligação com a geografia de OP, consegui construir em minha mente esse túnel, que seria deveras complexo de fazer. No meio desse túnel (que é gigante em extensão), haveria pequenos sinais da civilização antiga, que JAMAIS alguém que não está acostumado, verá. É um enigma de tamanha dificuldade. Eu pensei bastante em como poderia ser esse enigma…tem inúmeras possibilidades, mas pequenas letras em algumas partes do túnel, e até a própria abertura dele seriam dicas. Essa abertura, daria para Laftel.


Oras, onde você quer chegar, dona?
Quero dizer que Laftel está DENTRO da Red Line. No interior, introduzido, penetrado UHAHUAHUHUA fuck, enfim, estaria no interior da Red Line.
Eu cheguei nessa conclusão, porque não conseguia fazer outras ligações que pudesse manter a ilha escondida. No céu eu descarto, porque além do Oda falar pouco delas, vimos que os Poneglyphs estão  espalhados no mar azul, e apenas coincidentemente um deles foi para o céu (e ninguém de lá sabia que diabos era aquilo, ou seja, poneglyphs no céu são incomuns). Mas claro, pode ser que o Oda coloque a civilização antiga morando no céu e espalhou as pedras jogando de lá (também eram feitas com materiais do céu).
Além do céu, eu descarto que esteja numa superfície normal, pois aí estaria muito na cara, mesmo que houvesse algum escudo protetor ou alguma coisa estranha no mar, se passou muito tempo, a Marinha não é imbecil, uma hora conseguiriam quebrar isso e chegar a Laftel. (sim, eu acredito que o GM nunca pisou lá).
Descarto uma ilha como a Ilha dos tritões, ainda mais no final da Grande Rota. E descarto ainda mais estar em cima da Red Line, pois Mariejoa também está, então, em 24 anos, também seria possível conseguir dar um pouco de atenção na exploração do montante de terra. Ou seja…eu pensei em todas essas possibilidades e nenhuma delas soou como uma ilha lendária que ninguém chegou. Logo, pensei “e se ela estiver dentro da Red Line?”
Por isso fiz uma outra teoria que fosse possível ela estar de fato dentro da Red Line e aproveitei algumas outras coisas que eu sempre quis saber e também são misteriosos. Então juntei túnel, reis dos mares, all blue e Laftel num só “ambiente”. A única coisa que eu inventei mesmo, foi o túnel, que possibilitaria todo o resto.
Bom, foi Laftel! Para poupar meu cérebro e também a fadiga, eu acredito que o One Piece esteja em Laftel. A abertura do túnel seria descoberta pela Robin e Luffy juntos (uma sabendo os inscritos e o outro tendo o mesmo dom do Roger, ouvir todas as coisas). E aí, lógico, vem o deslumbre do lugar e pans, até que acham o tesouro.

E o que você acha que é o tesouro, Paloma?
Eu não consigo pensar em muita coisa além do Século Perdido, pelo menos não ainda. A história desse século, gente, já por si só, será algo muito grande e que envolve tudo ao mesmo tempo. Pode falar dos D., dos Reis dos Mares, dos Tenryuubitos e de como era a estrutura da Antiga Civilização e também como o GM conseguiu dizimá-los. O que mais teria além disso no tesouro? Se é para achar um tesouro que travará uma guerra, o que mais seria se não a própria história de um século que jamais foi desvendado? Se essa história estiver relacionada pessoalmente com o Luffy, e ele entender isso, já é o bastante pra treta toda, acredito eu.
Pode haver outras coisas, mas pelo menos pra mim, o mais importante, é a história do século perdido. Pode haver ensinamentos, últimas palavras de Roger de fato, um pouco do que ele queria e até mesmo podemos colocar o Shanks nessa história (e também o Barba Negra)



E agora, falarei um pouco do que eu acho que pode ser que aconteceu no século vazio e porque sempre descartei a destruição da Reverse Mountain e também do Calm Belt como uma passagem para outros mares. Agora sim. A porra séria começa. =OOOOOOO
Zuera, começa não, acho que o ápice da teoria é realmente pensar que Laftel está dentro da Red Line, a cobra tingida de Sangue que Dorrey e Burogy falam. Poisé, nem os gigantes conseguiram atravessar a Red Line, nem na base da força dá, rs (no caso, creio que eles não chegaram no New World)
Mas, para eu chegar na linha de raciocínio de que o Calm Belt não é necessário, eu pensei que exatamente ele foi o erro da guerra. Vou detalhar um pouco melhor, calma lá!
Eu irei tentar conectar aqui algumas coisas. Algumas pessoas acham super legal conectar a destruição da Red Line com a guerra final, assim como a Reverse Mountain. (isso é da teoria do gringo lá). Mas será que ainda não pensou que a Red Line é tão indestrutível quando as pedras denominadas poneglyphs? Me falem uma única pista, uma fala, um indício de que alguém feriu a Red Line. Não há nada.
Os reis dos mares que se mostraram mais importantes até agora e que carregaram a Noah super de boa até hoje não conseguiram fazer um risco na montanha…Labbon também não. Quem diria algum Yonkou.
Pra mim, até por ela ser intocada, tem uma importância fundamental. Ela é o único continente do mundo, achar que só por ela ser destruída tudo voltará ao normal é presunção demais. A Red Line é a típica montanha que demora milênios para estar pronta, mas pode ser que não! AHUAHUAHUAH
Isso tudo é o que eu acho. E imaginem como seria uma destruição dessa, não acham mesmo que causaria algo estrondoso no mundo todo??? Se fosse somente a destruição de Mariejoa que afetasse a Ilha dos Tritões, aí sim seria legal, e acho até que é o que irá
acontecer. Mas acho completamente desnecessário a destruição da Red Line toda.



Então, creio que mais de 800 anos atrás, houve uma cagada master do Governo Mundial, mas foi uma caga meio insconsciente (que ainda não existia na época, mas, como não temos um nome, vai GM msm). Aparentemente, ao decorrer da história, percebemos que a civilização antiga era a parte rica, a maioria da época. O GM foi formado por famílias reais que são os tenryuubitos, então foram famílias reunindo um exército para acabar com a antiga civilização
Porém, foi uma guerra tão brutal (não se esqueçam que é um século todo vazio, então, pelo menos, podemos pensar que foram 100 anos de guerra), tão sangrenta, que o mundo foi geograficamente mudado ao longo do século. O Calm Belt surgiu paralelamente à Grande Rota, que era a linha mais rica do mundo da época (não se esqueçam de Shandora, por exemplo, mostra riqueza, diversidade, deslumbramento), justamente onde acho que foi a guerra de fato, a porradaria pura.
Enfim, foi mudado um teco da atmosfera, e somente em dois lugares não há ventos no mundo. Gente, um planeta normal, tem exatamente DUAS FAIXAS, assim, PERFEITAMENTE FORMADOS naturalmente?? Poxa gente, nada da natureza é feito de uma forma exata, reta, a própria Red Line tem suas ondulações, a própria Reverse Mountain (apesar, que ela também pode ter sido feita por humanos).
Então, se o Calm Belt foi formado no século perdido por uma cagada dos rebeldes e por isso, dizimou meio mundo, é um bom motivo para esconder uma história tão tensa como essa. Afinal, quem realmente sabe todos os detalhes da 2º Guerra Mundial até hj? (Claro que temos muitas informações, mas gente, é história, sempre há algo estritamente pessoal, que jamais saberemos). Se sabemos de algo tenso como a 2º Guerra Mundial, pensem se não soubéssemos dela e descobríssemos hoje? Rá, Alemanha estava….simplesmente…bom, já sabem o resultado.
Agora imaginem algo ainda mais tenso, muito mais mortes, uma desestruturação no mundo inimaginável….se descobrem isso hoje…HAHAHAH que dó do GM. Revolucionários, Piratas e até msm os Shichibukais, porque não?
Se as pessoas mortas estiverem relacionadas ao Luffy, aos D., uma explicação para chamar atenção dele, aí sim, saberemos que a guerra final será realmente maior do que a Marineford. Pois envolve o mundo e não somente o Luffy e sua opinião, ele que será o ponto chave, mas no fim, a guerra terá uma dimensão absurda. E quem sabe, não seja possível o Calm Belt ser extinto?
O mundo voltaria à normalidade, a navegação estaria bem mais tranquila e até msm talvez os climas da Grande Line acabe, pois ela está presa ao Calm Belt, os outros mares não tem esse problema, são normais, podem usar uma bússola normal.
Indo ainda mais afundo na ideia louca da época do século perdido, os Rei dos Mares estavam ajudando na guerra, mas no fim algo fodeu o mar e eles tiveram que fugir para o Calm Belt, por ser um lugar que não há habitantes. E dessa merda do mar, surgiu os Akumas no Mi. HAHAHAHA pronto, vamos parar por aqui.
A gente se vê na próxima teoria louca. Obrigada.


 
Copyright © 2014 Um Pedaço. Design por OddThemes